Logo Canto da Primavera

Oficina de musicalização desenvolve habilidades das crianças em Pirenópolis

           A 18ª edição do Canto da Primavera reservou um espaço […]

today

7 de outubro de 2017

           A 18ª edição do Canto da Primavera reservou um espaço especial para as crianças desenvolverem habilidades musicais: a oficina de musicalização infantil, realizada nos dias 5 e 6 de outubro, na Escola Municipal Tia Olívia. Ao todo, 228 pequenos com idades entre 6 e 7 anos, divididas em nove turmas, participaram de encontros coordenados pela professora Julia Holanda. O objetivo foi apresentar noções básicas do universo musical de forma lúdica.

            Ao longo dos dois dias, foram realizadas oficinas em três formatos diferentes. Algumas turmas participaram da iniciação à flauta doce, outras conheceram elementos básicos da teoria musical com linguagem adaptada para crianças, enquanto o restante aprendeu a construir instrumentos musicais. “Mesmo sendo só dois dias, eu tenho certeza de que fez muita diferença a realização desses encontros. Essas oficinas abrem o olhar da escola, dos professores, da diretoria e de todos os envolvidos nesse processo sobre a importância da música”, explicou Julia de Holanda.

            A professora de musicalização infantil também falou sobre a importância de se introduzir a música no cotidiano das crianças. “Durante as oficinas, as crianças ficaram tranquilas, calmas e alegres. Mesmo aquelas mais agitadas responderam bem”, pontuou. “A música encanta as crianças, trabalha a concentração, a atenção e a disciplina de uma forma leve e sem ser chato”, destacou.

            Cada oficina ministrada por Júlia de Holanda tinha uma abordagem diferente, mas em todas elas a essência era a mesma: aliar música à diversão. Nos encontros a professora entregava aos alunos instrumentos como sinos, pandeiros, xequerês, além de brincar com o violão e propor dinâmicas em que as crianças conseguissem identificar diferenças entre as notas musicais e os sons que cada uma produz. Os alunos não só tocavam, como também cantavam durante as brincadeiras propostas.

            A diretora da Escola Municipal Tia Olívia, Marilene Luiza de Campos, comentou que a unidade escolar já desenvolve um projeto de aulas de violão e flauta no contraturno, e que as oficinas realizadas pelo Canto da Primavera certamente somam nesse esforço para que a música faça cada dia mais parte da vida dos alunos. “A escola ganhou muito com essas oficinas. As crianças com certeza saem transformadas dessa experiência”, acrescentou.

Ver Também